quarta, 21 novembro 2018
COMUNICADO CPA

    ATENÇÃO


    A DATA DE TÉRMINO DA AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL REALIZADA PELA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO (CPA) FOI ALTERADA PARA O DIA 10/12.


    A SUA PARTICIPAÇÃO É MUITO IMPORTANTE.

Imagem da Notícia: EGRESSOS DE JORNALISMO SE DESTACAM EM EMISSORAS DE RÁDIO

EGRESSOS DE JORNALISMO SE DESTACAM EM EMISSORAS DE RÁDIO

 

Por Profa. Esp. Andresa Oliveira

Em 7 de novembro, celebra-se no Brasil o “Dia do Radialista”, data dedicada a homenagear o compositor e radialista Ary Barroso. Apesar das constantes mudanças nos meios de comunicação e com a ascensão de novas tecnologias, o rádio continua sendo um dos meios mais utilizados pelas pessoas que buscam informação e entretenimento. Segundo uma pesquisa realizada pelo Ibope em 2016, o rádio é o terceiro meio de comunicação mais utilizado pela população para informar. Esse meio também tem se adaptado às transformações trazidas pela tecnologia e apresenta novas possibilidades como a web rádio e rádio digital.

O rádio é uma das principais áreas de atuação dos profissionais graduados em jornalismo, sendo um dos meios de comunicação que mais absorvem os egressos no interior. O curso de jornalismo da Fundação Educacional de Fernandópolis (FEF) possui vários egressos e alunos que mesmo durante a graduação se destacam em emissoras de rádio locais, regionais e de outros estados.

O egresso, Rafael Honorato, que se formou em junho deste ano é um deles. Ele conheceu os bastidores de uma emissora de rádio há quatro anos, quando cursava o primeiro ano do curso de jornalismo. “Eu sempre fui ouvinte assíduo, principalmente dos noticiários, e poder conhecer como era os bastidores daquilo que eu acompanhava todos os dias foi incrível. Já trabalhei em emissoras com programação predominantemente musical, e há alguns meses aceitei o desafio de trabalhar numa emissora “diferente”, a Rádio CBN Grandes Lagos, que tem o estilo All News, ou seja, notícias 24 horas,” relatou.

Assim como faz parte da rotina de todo jornalista - a de cobrir fatos variados e conhecer muitas fontes -, o trabalho no rádio proporcionou a Rafael muitas experiências. “O rádio me fez ir a lugares que nunca imaginei estar. Fez-me conhecer pessoas que eu nunca imaginei nem passar perto. Já fiz cobertura jornalística em reuniões políticas, eventos em geral, eleições, e até a ordenação do novo bispo da diocese de Jales, o que tenho muito orgulho de ter participado desse momento tão importante para toda região,” destaca.

Além de Rafael Honorato, vários egressos do curso de jornalismo se destacam em emissoras de rádio das cidades de Fernandópolis, Jales, Santa Fé do Sul e Paranaíba. Atualmente, alunos que cursam a graduação também já convivem com o dia a dia do rádio e atuam em cargos de destaque como apresentadores, repórteres e comentaristas.

De acordo com o Prof. Ms. Marcelo dos Santos Matos, coordenador do curso de Jornalismo, é muito gratificante para toda a equipe de docentes do curso ver que os egressos têm se destacado no mercado de trabalho. “São profissionais que dominam a técnica e a linguagem desse meio de comunicação, além de apresentarem postura ética e comprometida com a informação de qualidade. Em nome do curso de jornalismo parabenizamos a todos os radialistas, em especial, aos nossos egressos e graduandos”.

Analógico ou digital, o rádio ainda proporciona ao ouvinte informação, entretenimento e emoção. Que o diga quem já acompanhou uma partida de futebol pelo rádio. A emoção é especial.

Mais Notícias

Faça seu comentário

Seu e-mail não será exibido!



Ir para o topo